SK8 na Veia

Porque skate é fundamental

É SK8 na veia e Longbrothers na cabeça

Há algum tempo um amigo, o Tainã, entrou em contato comigo e me disse que eu tinha sido escolhido para o perfil da semana dos LongBrothers. Eu sinceramente fico pensando o que quer dizer isso!

O perfil da semana dos LongBrothers era como que uma homenagem que o pessoal do grupo escolhia alguém para uma entrevista rápida a respeito da experiência do escolhido. Não acho que eu seja merecedor de homenagens, mas na verdade achei muito legal poder falar um pouco sobre o longboard esta presença na minha vida. E não é uma presença pequena!

Afinal, eu dou meu rolé todos os dias, e isso é um grande prazer pra mim.

Por algum motivo que não sei o tal perfil acabou não sendo publicado, o que não é um problema. Na época eu escrevi aqui, e esperei a publicação na pagina dos LongBrothers para publicar nesse blog. Mas como nada foi publicado lá, acabei esquecendo disso aqui. Bom, o que estava previsto para ser publicado era algo assim:

Nome completo: Helvécio Mafra (o nome completo é bem maior que isso, mas isso é o bastante)

Idade: Bastante! Um dos mais velhos dos longbrothers!

PERGUNTAS:

01 – Como tudo começou?
Comecei a andar de skate quando tinha uns 12 ou 13 anos, mas isso já faz muito tempo. Quando entrei na universidade, devido à falta de tempo, parei de andar, mas isso também já faz muito tempo. Depois de muitos anos sem colocar o pé em cima de um carrinho, um colega de trabalho me convenceu a pelo menos tentar de novo. Muito boa a idéia, e desde então não parei mais, pelo menos até agora. Isso também faz um bocado de tempo!

02 – O que o longboard significa na sua vida?
Um prazer enorme, e uma forma muito gostosa de fazer várias coisas que gosto/preciso, tudo de uma só vez: manter peso e forma física, passear em locais agradáveis, curtir o sol e o vento na cara, encontrar pessoas interessantes e de quem gosto, etc.

03- Pico Preferido?
Não tenho um pico preferido, mas dois: o Parque da Cidade, que é meu point de todo dia. E o Eixão Norte, onde além do drop de primeira sempre encontro os irmãos do long. LONGBROTHERS!

04 - Quem ou quais são suas referências/influências?
Quando eu era moleque e comecei a andar de skate eu via uns caras nas revista gringas que parecia que andavam muito (e andavam mesmo) e que eram meio que ídolos: Tony Alva, Stacy Peralta, Jay Adams, Wentzle Ruml, e outros. Atualmente meus ídolos estão mais pra Victor E., Lloyd Khan, Bill Dorr e Cliff Coleman!

05 – Como definiria seu estilo de dropar?
Surf style total! E nem é surf style de longboard, porque não fico andando em cima do skate nem trocando de base! Pra mim o grande barato é dropar dando umas cavadas beeeeeeem suaves, muito de vez em quando pegar uma velô mais sinistra pra logo depois voltar pra curtição dos carvings.

06- Mande um recado:
Hoje, na hora que fui levar minha filha de 9 anos à escola, ela falou mal de uma amiga que disse que talvez fosse melhor eu parar de andar de skate porque um cara de 40 anos...
Aí minha filha disse pra amiga:
- Você não sabe de nada! Primeiro que meu pai tem bem mais que isso, e segundo que andar de skate não tem idade. Tem mais é que andar muito e ser muito feliz com isso!
É por aí, filhona! SK8 na veia e Longbrothers na cabeça!!!!!!!!!!


Bom, por enquanto é isso. Vou ficando por aqui.