História do skate

Quando eu comecei a andar de skate uma das coisas que fazia todo mundo que andava babar era quando alguém conseguia uma revista Skateboarder Magazine, vinda dos EUA.

Aquela revista, com as fotos dos gringos desempenhando em piscinas da Califórnia, ou mesmo nas ladeiras de lá, era o sonho de toda a molecada. Nós víamos aquelas fotos e ficávamos imaginando como seria o rolé naqueles picos. Até tentávamos imitar, construindo rampas ou então tentando encontrar lugares parecidos aqui em Brasília. Um desses lugares era a antiga Piscina Coberta, que deixou de ser piscina para virar o Ginásio Claudio Coutinho:



Na parte de baixo dessa foto está uma parte que antigamente era um pequeno lago, que volta e meia era o destino dos skates ou então dos skatistas que estavam tentando andar no pico.

Há pouco tempo fiquei sabendo de um site que reuniu, além da revista que falei ali em cima, a empresa dos tênis que eram o sonho de todos nós: Vans! A Vans se uniu à Skateboarder Magazine e criou um site com alguns filmes nos quais skatistas antigos dão depoimentos sobre a revista, e o que ela representava para eles. Além disso nesse site pode-se comprar alguns dos produtos que faziam sucesso antigamente, e que foram relançados em um série especial. Muito legal:

Vans x Skateboarder Magazine

Se para os caras que eram considerados os melhores a revista era esperada como uma forma de saber o que estava sendo feito pelos outros skatistas, imagine para uma galera que morava absurdamente longe dos grandes centros do skate?